Ford nega ter oferecido operação sul-americana para VW e FCA

Lembra daquela história sobre a saída da Ford da região sul-americana, em virtude das altas perdas que a montadora de Dearborn registra na operação? Então, recentemente o site Bloomberg publicou que a empresa teria colocado as filiais locais à venda. Nesse caso, o negócio seria oferece-las às fabricantes Volkswagen e Fiat Chrysler, “de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto”.
Desde 2012, a Ford vem tendo prejuízos na América do Sul e nesse período, perdeu nada menos que US$ 4,2 bilhões, segundo o site americano. A empresa até estaria considerando opções para a transferência dos ativos na região. A publicação disse também que o CEO Jim Hackett estaria considerando várias opções para sair do negócio ou cessar as perdas financeiras na região.
O problema para a Ford é que a empresa tem como meta cortar US$ 11 bilhões em cinco anos e Hackett não quer mais gastar dinheiro com a operação sul-americana, que só em 2017 teve vendas de US$ 5,8 bilhões. O corte anunciado pela montadora é fundamental para que sustente o desenvolvimento de carros elétricos e autônomos, bem como utilitários esportivos.
Mas, rapidamente a Ford reagiu. Brad Carroll, porta-voz da Ford, disse: “A Ford não está considerando uma saída da América do Sul”. Também a empresa disse que o relatório era impreciso e nega qualquer intenção nesse sentido. A Volkswagen não comentou o assunto, assim como a FCA, que depois voltou atrás e disse que não teve conversas com a Ford sobre o tema.
Porém, a situação na Ford seria mais complicada em sentido financeiro. Comenta-se que na reunião através de teleconferência, a diretoria apresentou lucros com resultados abaixo do esperado e previsão menor para o ano de 2018. Bob Shanks, diretor financeiro da Ford, disse: “Nossos negócios na América do Sul carecem de uma posição competitiva forte ou de pilares de lucro”.
Ele explica: “Não obtivemos um retorno adequado sobre o investimento ao longo do ciclo econômico mais recente, que vai de 2004 até o presente. Por essas razões, estamos passando por uma reformulação significativa do nosso modelo de negócios, focado em onde jogar e como vencer.”
A “reformulação significativa” seria a saída para a região da América do Sul, que no slide da teleconferência da Ford, apareceria como de “baixo desempenho”. No segundo trimestre, a empresa teria perdido nada menos que US$ 178 milhões na região. No ano passado, a JP Morgan Chase & Co, através do analista Ryan Brinkman, revelou que a Ford estaria considerando opções, inclusive uma saída do Cone Sul.
Na região, a Ford tem fábricas na Argentina e no Brasil, onde produz os modelos EcoSport, Ka, Ka Sedan e New Fiesta hatch, enquanto Focus, Focus Sedan e Ranger são feitos na Argentina. Sem o próximo Focus, além de New Fiesta Sedan e futuramente talvez o Fusion, a Ford terá que se reinventar na região e a saída será aumentar as vendas de crossovers e SUVs, especialmente colocando um rival do Jeep Compass.
Ford nega ter oferecido operação sul-americana para VW e FCA Ford nega ter oferecido operação sul-americana para VW e FCA Reviewed by Hg Admin on 21:50 Rating: 5

Nenhum comentário